Rinoplastia

A palavra rinoplastia tem sua origem no  grego e significa dar forma ao nariz.

 

Na história da humanidade as primeiras referências a rinoplastia tem origem no Egito antigo,há mais de 3000 A.C. Foram  encontrados no papiro Ebers, o mais antigo papiro egípcio  sobre procedimentos médicos existente , descrições  de técnicas de rinoplastia .Nesta época era comum criminosos serem punidos com a rinectomia, ou a remoção do nariz, e diante disto os médicos egípcios desenvolveram técnicas de  reconstrução. O mesmo ocorria na Índia antiga onde um cirurgião chamado Sushruta desenvolveu uma técnica mais moderna para recontruçao nasal.As técnicas cirúrgicas tiveram sua evolução com o passar dos séculos mas o grande destaque ocorreu a partir do século XIX com as publicações de Von Grafe e Jacques Joseph.No século XX,Freer e Killian desenvolveram seus trabalhos de abordagem do septo nasal para desenvolvimento da melhora funcional.

 

Mesmo com todos os avanços ocorridos ao longo dos tempos, onde diversos países e culturas colocaram sua contribuição para o seu aprimoramento, a rinoplastia continua a evoluir nos dias de hoje se tornando cada vez mais segura e menos invasiva.

 

Rinoplastia ou Rinoseptoplastia?

 

A palavra rinoplastia vem do grego e significa dar forma ao nariz, quando usamos o termo rinoseptoplastia estamos querendo corrigir também a forma do septo nasal.O septo nasal é uma estrutura formada por osso e cartilagem que deveria dividir ambas as fossas nasais de maneira simétrica, mas muitas vezes isto não ocorre, trazendo muitos problemas para a respiração .

 

Por que fazer uma rinoseptoplastia ?

 

A cirurgia visa promover melhoras do ponto de vista da estética nasal, corrigindo proporções,forma e tamanho do nariz, e melhorando também a parte funcional com a correção  de  eventuais problemas respiratórios existentes.

 

Um dos fatores que mais levam as pessoas a procurar a realização de uma rinoplastia é a autoestima e o desejo de aprimorar sua aparência.

 

É muito frequente também a procura pela cirurgia após acidentes que muitas vezes, além das alterações estéticas, promovem também transtornos funcionais importantes.

 

Existem também os casos de desvios severos do septo nasal desde o nascimento, estes além de comprometer o desenvolvimento e a forma do nariz também influenciam no desenvolvimento da face.

 

A rotina para avaliação do paciente que deseja realizar uma  rinoseptoplastia envolve diversas etapas. O estabelecimento de um relacionamento de confiança entre  médico e paciente  é fundamental para que os resultados sejam os melhores possíveis.

 

Em uma consulta inicial procura-se saber quais são as expectativas do paciente em relação à cirurgia do ponto de vista estético e funcional. A realização de uma nasofibroscopia é fundamental.Este exame realizado com a  introdução de uma microcâmera  no nariz, permite visualizar as principais alterações  existentes a serem corrigidas visando a melhora funcional.

 

A realização da documentação fotográfica permite discutir com o paciente quais os limites e resultados que podem ser obtidos ,sempre buscando um equilíbrio entre nariz e face.

 

Para complementação muitas vezes também será necessária a realização de uma tomografia computadorizada dos seios paranasais.

 

Após o diagnóstico correto e a concordância entre cirurgião e paciente dos objetivos da cirurgia são solicitados os exames pré-operatórios.

 

Alguns retornos serão necessários para verificar os resultados dos exames  e agendar a data da cirurgia .

 

A cirurgia será realizada em ambiente hospitalar .O procedimento requer  normalmente um curto período de internação, assim  o paciente que interna no período da manhã normalmente terá alta no final da tarde.

 

No pós–operatório  imediato pequenos sangramentos podem ocorrer, inchaço e dificuldade em respirar pelo nariz também. Quadros de dores  podem ser controladas com o uso de analgésicos.

 

Após uma  semana será feita a retirada do curativo no consultório, nesse momento  iremos observar uma melhora da forma nasal , porém não podemos falar em resultado definitivo já que este surgirá somente após o passar dos meses ,com a redução do inchaço e acomodação das estruturas nasais. Deve-se evitar exercícios físicos por 4 semanas e atividades esportivas que possam gerar trauma nasal por até 3 meses.

 

Vale lembrar que dependo do tipo de pele do paciente os resultados podem ser menos expressivos com melhorias mais discretas.A maioria dos  trabalhos científicos fala em mais de 1 ano para um resultado final.

WhatsApp chat