Tratamento de Flacidez Corporal

flacidez

Com o passar do tempo, começamos a produzir menos proteínas que dão vigor e rigidez ao tecido cutâneo. Além disso, o cigarro e as bebidas alcoólicas também são responsáveis pela perda de elasticidade da pele. Já no caso de alterações hormonais, decorrentes de obesidade e gravidez, o aparecimento da flacidez se dá principalmente em razão das mudanças de peso muito bruscas. 

 

Existem dois tipos de flacidez, a muscular e a dérmica. A flacidez muscular aparece em decorrência do desgaste das fibras de sustentação dos músculos. No entanto, a flacidez dérmica, a mais comum, apresenta uma mera desorganização dessas fibras.

 

A musculatura também atrofia, sobretudo nos indivíduos que não praticam atividade física. Isso porque os músculos precisam ser exercitados para manterem o tônus e sustentarem a pele.

Tratamentos para a flacidez

Ultrassom Microfocado

 

Essa tecnologia utiliza o calor para promover a melhora da flacidez. Nesse sentido, as ondas do ultrassom conseguem atingir e, assim, aquecem as camadas mais profundas da pele.

 

Este aumento da temperatura produz pequenos pontos de coagulação térmica e, dessa forma, estimula a formação de colágeno novo no local. O resultado final ocorre em torno do quarto ou quinto mês, pois é o período no qual a produção de colágeno se encontra em estágio máximo. Assim, resulta em melhora importante da flacidez.

 

O tempo de procedimento do ultrassom microfocado é de, no máximo, 50 minutos. Além disso, os únicos efeitos colaterais que podem surgir são uma ardência leve e vermelhidão, que some em até um dia depois do ultrassom.

 

Veja também: Remoção de Tatuagens e de Micropigmentação

Infravermelho

 

A luz infravermelha através do aquecimento provocado leva ao remodelamento do colágeno, já que sua ação ocorre principalmente a nível dérmico, segunda camada da pele. Esse aquecimento causa o chamado “skintightening”, ou seja, uma pele mais firme e “colada”, através de dois mecanismos.

 

Primeiramente, o efeito é de contração imediata do colágeno, o que já resulta em uma pele mais firme rapidamente. Em seguida, mais importante quando se pensa em resultados em longo prazo, é o estimulo progressivo da síntese de novas fibras colágenas. Dessa maneira, proporciona uma melhora gradativa da sustentação da pele, tratando a flacidez e induzindo à formação de colágeno novo nos meses seguintes à aplicação.

 

A aplicação do infravermelho é um procedimento não invasivo e indolor. Durante a aplicação o paciente sente apenas um leve aquecimento no local, ficando a pele discretamente rosada por alguns minutos. O paciente poderá retornar às suas atividades normais imediatamente após o procedimento.

 

Apesar de muitos pacientes já virem os resultados imediatamente após a primeira sessão, o número de sessões varia de 3 a 5, dependendo da região e do grau de flacidez, com intervalos em torno de 30 dias. Os resultados surgem gradualmente e a produção de colágeno permanece por até 6 a 9 meses após o término das sessões, sendo a duração dessas novas fibras em torno de 1 ano a 1,5 ano. Daí a necessidade da realização de uma manutenção geralmente anual.

 

Essa tecnologia pode ser utilizada para o tratamento da flacidez corporal, principalmente região de abdomen pós-gestação, região ventral de coxas, braços e até mesmo joelhos. É um tratamento seguro e eficaz para todos os tipos de pele, podendo ser realizado com segurança durante o verão e até em pacientes bronzeados.

Bioestimuladores

 

Dentre os procedimentos mais modernos e avançados estão às aplicações de bioestimuladores. São substâncias que atuam estimulando o organismo a produzir e renovar o colágeno, responsável pelo aspecto jovem e firme da pele.

 

Uma das vantagens dos bioestimuladores é a facilidade com que podem ser aplicados. As sessões são feitas no próprio consultório do dermatologista, e utilizam-se apenas anestésicos tópicos. O paciente pode voltar às atividades normais logo após a aplicação.

 

Dentre os bioestimuladores  temos a microesferas de hidroxiapatita de cálcio e o ácido polilático injetável, cuja característica é promover volume, preenchimento e tratamento de flacidez da face, pescoço, colo e mãos. Os benefícios desse tratamento são vários, dentre eles a biocompatibilidade com a pele, o que evita reações alérgicas. 

 

O colágeno formado pela aplicação da hidroxiapatita de cálcio e ácido polilático confere resultados bastante duradouros em comparação com outros procedimentos.

 

Pode ser utilizado em qualquer área da pele, mas é aplicado na maioria das vezes nos braços, glúteos e coxas – com a finalidade de promover a redução da flacidez e ainda no tratamento da celulite.

WhatsApp chat