DESVIO NO NARIZ VIRA PROBLEMA QUANDO ATRAPALHA RESPIRAÇÃO

DESVIO NO NARIZ VIRA PROBLEMA QUANDO ATRAPALHA RESPIRAÇÃO

Em alguns casos a deformidade no septo pode tampar toda a passagem de ar. Cirurgia é a solução.

A flacidez facial é caracterizada pela falta de fibras de sustentação da pele, resultado da idade ou de um grande processo de emagrecimento. Existem dois tipos de flacidez, a muscular e a dérmica. A flacidez muscular aparece em decorrência do desgaste das fibras de sustentação dos músculos. Já a flacidez dérmica, a mais comum, apresenta uma mera desorganização dessas fibras.

Dentre as principais causas da flacidez facial está o envelhecimento da pele. Com o passar do tempo, começamos a produzir menos proteínas que dão vigor e rigidez ao tecido cutâneo. O cigarro e as bebidas alcoólicas também são responsáveis pela perda de elasticidade da pele. Já no caso de alterações hormonais, decorrentes de obesidade e gravidez, o aparecimento da flacidez se dá principalmente em razão das mudanças de peso muito bruscas.

Um tratamento que pode acabar com a flacidez do rosto e do corpo é o ultrassom microfocado. Trata-se de uma tecnologia não invasiva, que atinge as camadas mais profundas da pele, aquecendo-as e causando microlesões. Assim, no processo de cicatrização o organismo produz mais colágeno, substância responsável pela firmeza da pele.

O ultrassom microflocado atua com precisão direta sobre a musculatura superficial da face e pescoço. O resultado imediato é perceptível, e melhora gradualmente no decorrer dos meses seguintes, reduzindo o número de sessões totais para até 2 ou 3 no ano.

O tempo de procedimento é de, no máximo, 50 minutos e os únicos efeitos colaterais que podem surgir são uma ardência leve e vermelhidão, que some em até um dia depois do ultrassom.

A sensação de nariz entupido constantemente e dificuldade para respirar são os principais sintomas de quem tem desvio de septo nasal, segundo especialistas. O septo nasal é a parede interna do nariz, que separa uma narina da outra. O desvio acontece quando o septo cresce e se desenvolve de forma desordenada, ocupando mais espaço nas cavidades nasais. Esta deformidade pode ser de nascença ou ser adquirida após uma fratura ou acidente, como uma queda ou uma bolada, por exemplo.

Existem vários graus de desvio de septo nasal, e quanto maior a deformidade, certamente maior dificuldade a pessoa terá para respirar. Nos casos em que a deformidade compromete totalmente a passagem de ar, a cirurgia é o único procedimento que pode corrigir o desvio. Para que seja definida a necessidade de cirurgia, o paciente precisa ser avaliado por um otorrinolaringologista, que fará a observação correta do caso e determinará se há necessidade de exame complementar e até de cirurgia.

Pais devem ficar atentos aos sintomas

Como as crianças não percebem se respiram mal, especialistas alertam para a necessidade de se observar os sintomas que podem ndicar o desvio de septo. O problema se confirma a partir dos 12 anos de idade e alguns sinais são dificuldade para comer e para dormir, irritabilidade durante o dia e respiração apenas pela boca.

Fonte: ABORL-CCF

No Comments

Post A Comment

WhatsApp chat